Como o gerenciamento de técnicos pode ajudar empresas na área de TELECOM.

 

Se você trabalha no ramo TELECOM, você sabe como pode ser complexo gerenciar todos os seus técnicos. E o pior, a performance deles está intimamente ligada com a satisfação do seu cliente e consequentemente com a taxa de retorno do negócio, ou seja, uma equipe pouco comprometida pode tirar toda a rentabilidade da empresa. Por isso um acompanhamento em tempo real pode salvar o negócio.

 

Manutenção e reparos fazem parte do dia a dia dos técnicos, mas como saber se a atividade foi concluída? E como saber se ele poderia fazer mais atividades? E como medir o tempo que ele ficou preso no trânsito? E você ainda utiliza ordens de serviço impressas para organizar as atividades?

 

Neste artigo iremos abordar 4 dicas de como você pode medir o engajamento e a produtividade de sua equipe e mostrar como a tecnologia pode te ajudar neste processo.

 

1 – Tenha sua equipe na palma da mão

 

Para fazer a gestão de equipes externas de qualquer segmento é importante que você tenha informações sobre ele em tempo real. Pelo simples motivo dos funcionários não estarem na empresa a comunicação já fica comprometida. Por isso é importante que você tenha canais de conversas e acompanhe a localização deles em tempo real. Isso propiciará mais agilidade nos atendimentos e garantirá mais qualidade e satisfação para o seu cliente.

 

Criar e acompanhar a rota do colaborador é essencial para o bom funcionamento da equipe. Muitas vezes chegam chamados de atendimento no decorrer do dia e para distribui-los da maneira mais otimizada é preciso que você tenha ciência de onde está o seu colaborador e se ele está trabalhando em algum chamado ou não.  Além disso você evita possíveis distrações e trabalhos paralelos.

 

2 – Redução de custos

 

Você com certeza sabe o quanto custa a sua equipe técnica e sabe que não é barato. Otimizar os gastos com sua equipe é trazer mais rentabilidade para a operação e mais lucro para a empresa. Alguns pontos que você deve observar são:

 

 - O tempo gasto em cada visita: tempo é dinheiro não é mesmo? Então monitorar esse indicador é importante. Isso te dará uma ideia de quantos atendimentos um técnico consegue realizar por dia e se sua equipe é maior ou menor que o necessário. Além disso você pode comparar colaboradores mais experientes com novatos e ir acompanhando a evolução deles.

 

- Caminho percorrido: é essencial você saber por quais ruas e rotas o seu colaborador andou durante o dia. Isso te dá uma ideia de quanto tempo ele perdeu no trânsito, o dinheiro mais jogado fora que existe. Com isso você pode otimizar as atividades, agendar visitas mais próximas e definir uma área de atuação para cada membro da equipe de acordo com os chamados recebidos.

 

- Equipe necessária: você se espantaria em saber que muitas empresas possuem equipes maiores do que o necessário. Como a assistência técnica é essencial para a manutenção do cliente, muitas empresas por falta de processos e gestão acaba não medindo quantos colaboradores são necessários para atender a demanda e enchem um departamento, tornando a vida do gestor mais difícil e aumentando os gastos. Meça exatamente quantos colaboradores são necessários para atender os chamados, e veja se a produtividade deles está de acordo com o necessário.

 

- Ordens de serviço: um bom sistema de emissão de ordens de serviço digital pode diminuir os custos e aumentar a produtividade. Além de ser antiecológico a logística de entrega desses materiais é péssima.

 

3 – Acompanhe cada atividade

 

Acompanhando cada atividade em tempo real você garante qualidade e agilidade para seu cliente. Ver como foi cada atividade, ter acesso a fotos e relatórios em tempo real te dará uma visão global do trabalho de sua equipe, além de automatizar uma série de processos. Isso ainda irá te dar a opção de corrigir eventuais problemas ou tirar quaisquer dúvidas que possam aparecer em loco com seu técnico.

 

Outro ponto importante é como esses atendimentos chegam para o seu técnico. Dar a ele uma noção de prioridade, situação dentre outras variáveis podem fazer a diferença e no final do dia com certeza sua equipe terá muito mais acertos do que erros.

 

Para realizar este acompanhamento, estabeleça canais de comunicação eficazes com sua equipe. Um dos maiores problemas em gestão de equipes externas é a falta de contato entre a empresa e o colaborador que está na rua. Por isso integre-o a um processo e faça avaliações de cada atividade executada.

 

4 – Estabeleça metas e comemore resultados

 

Equipes comerciais externas sempre possuem metas bem definidas, mas normalmente essa regra não se aplica a técnicos. Isso pode se tornar prejudicial com a medida que eles não precisam se esforçar para alcançar um objetivo uma vez que o salário deles é pago integralmente, independente da performance. Com objetivos e bonificações você poderá criar um ambiente competitivo e focado em resultados.

 

Faça uma avaliação de quais métricas são importantes para o atendimento do cliente e crie metas em cima delas. Isso irá aumentar a performance da equipe. E por último comemore os resultados obtidos, isso é essencial para manutenção do processo de meritocracia.

 

 

Otimizar os resultados de cada departamento da empresa é essencial para o sucesso do negócio. Conheça o Auvo, um aplicativo que te dará todas as informações necessárias para implantar os 4 pontos em sua equipe técnica. Você pode testar grátis com até 3 colaboradores.

Please reload

Please reload

A Auvo e o Equipe Produtiva tem como missão ajudar milhares de colaboradores e gestores de equipes de campo no Brasil

Categorias
Outros
Materiais
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon

Copyright © 2015-2017 Gestão de Equipes Externas. Todos os direitos reservados.
Feito com ❤ pelo time da Auvo.